Instalando o RabbitMQ via Docker

O RabbitMQ é serviço de gerenciamento de filas para recebimento e entrega de mensagens entre aplicações, mesmo que tenham sido desenvolvidas em diferentes linguagens de programação. Ele é gratuito e possui o código fonte aberto e disponível em: https://github.com/rabbitmq.

Utiliza o protocolo AMQP para realizar a troca de mensagens e faz uso, por padrão, das portas:

  • 5672/TCP, para entrega e recebimento de mensagens.
  • 15672/TCP, para acessar a interface de gerenciamento do RabbitMQ.

Instalando o RabbitMQ via Docker

A instalação usando o Docker é bem mais simples e rápida.

Se você não sabe o que é Docker, recomendo começar lendo os links abaixo. É um longo caminho, mas vale a pena conhecer essa tecnologia.

http://blog.aeciopires.com/palestra-transportando-as-aplicacoes-entre-varios-ambientes-com-docker/
http://blog.aeciopires.com/primeiros-passos-com-docker/

Também dou curso de Docker: http://blog.aeciopires.com/curso-docker

1) Crie o diretório abaixo para persistir os dados do conteiner.

mkdir -p /docker/rabbitmq/data

2) Baixe a imagem Docker do RabbitMQ.

VERSAO=3-management
export VERSAO
docker pull rabbitmq:$VERSAO

Use o comando abaixo para listar as imagens obtidas.

docker images

3) Execute o conteiner do RabbitMQ.

docker run -d --name rabbitmq \
-p 5672:5672 \
-p 15672:15672 \
--restart=always \
--hostname rabbitmq-master \
-v /docker/rabbitmq/data:/var/lib/rabbitmq \
rabbitmq:$VERSAO

Fonte: https://hub.docker.com/_/rabbitmq/

4) Acesse o RabbitMQ na URL http://IP-Servidor:15672. O login padrão é guest e a senha é guest.

5) Se quiser parar o conteiner, é só executar os comandos abaixo.

docker stop rabbitmq

6) Para iniciá-lo novamente, execute o comando abaixo.

docker start rabbitmq

7) Para visualizar os logs, execute o comando abaixo.

docker logs -f rabbitmq

Mais informações sobre o RabbitMQ e como configurá-lo podem ser encontradas nos links abaixo.

https://www.rabbitmq.com/documentation.html
http://blog.aeciopires.com/primeiros-passos-com-rabbitmq/

Caso não consiga acessar o RabbitMQ via interface Web, pode gerenciá-lo pela linha de comando.

Acessando o prompt de comandos do conteiner rabbitmq

docker exec -it rabbitmq /bin/bash

Acessando a ajuda do comando rabbitmqadmin:

rabbitmqadmin help subcommands
rabbitmqadmin --help
rabbitmqctl --help

Listando os exchanges existentes no RabbitMQ:

rabbitmqadmin list exchanges

Listando as filas existentes no RabbitMQ:

rabbitmqadmin list queues

Listando as filas existentes no RabbitMQ com mais detalhes:

rabbitmqadmin -f long list queues
rabbitmqadmin -f long -d3 list queues

Listando os bindins existentes no RabbitMQ:

rabbitmqadmin -f long -d3 list bindings

Listando os vhosts existentes no RabbitMQ:

rabbitmqadmin list vhosts

Listando os usuários existentes no RabbitMQ:

rabbitmqadmin list users

Adicionando um exchange com o nome ‘app1‘ e o tipo ‘direct‘ no vhost ‘/‘:

rabbitmqadmin declare exchange name=app1 type=direct durable=true --vhost=/

Adicionando uma fila com o nome ‘logs_app1‘, durável e o tipo ‘direct‘ no vhost ‘/

rabbitmqadmin declare queue name=logs_app1 durable=true --vhost=/

Adicionando um bind entre o exchange ‘app1‘ e a queue ‘logs_app1‘ com a routing_key ‘app1-logs_app1‘:

rabbitmqadmin declare binding source=app1 destination=logs_app1 routing_key=app1-logs_app1

Adicionando um usuário ao rabbitmq com o nome ‘user_app1‘ com permissão de ‘administrator‘:

rabbitmqctl add_user user_app1 SENHA
rabbitmqctl set_user_tags user_app1 administrator
rabbitmqctl set_permissions -p / user_app1 "." "." "."
rabbitmqctl set_topic_permissions -p / user_app1 app1 "." ".*"

Altere a senha do usuário guest:

rabbitmqctl change_password guest NOVA-SENHA

Definindo o nome do cluster RabbitMQ para ‘rabbit@rabbitmq-master’:

rabbitmqctl set_cluster_name rabbit@rabbitmq-master

Exportando a configuração (lembre-se de salvar em um diretório ou volume comum ao conteiner e ao host)

rabbitmqadmin -H localhost -u guest -p SENHA export /tmp/rabbit.config

Importando a configuração (lembre-se de montar um diretório ou volume comum ao conteiner e ao host):

rabbitmqadmin -q import /tmp/rabbit.config

Visualizando a quantidade de mensagens numa fila:

rabbitmqadmin -H localhost -u guest -p SENHA get queue=logs_app1 count=10

Observação:
A partir do momento que a senha do usuário guest foi alterada, se faz necessário adicionar os parâmetros -H localhost -u guest -p SENHA em qualquer comando do rabbitmqadmin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *